Arquivo do blog

domingo, 31 de outubro de 2010

Mudança

Pode dar trabalho
E dá

Mas tem algo mágico em mudanças
A sensação de colocar uma caixa imensa no meio da sala
E ir jogando fora

Se livrando de tudo o que é excesso
Tudo o que não use há mais de um ano
E que não ame

No início, com alguma pena

Um vestido tão lindo
Que você não usou
E nunca vai usar

Discos arranhados
Louças lascadas
Copos trincados

O dia em que ele não ligou
E nem você

A briga que teve com o seu melhor amigo
Por bobagem

As semanas que ficou sem falar com o seu irmão
E nem se lembra mais por que

Maquiagem fora da validade
Perfumes que você ganhou e não gostou

Tudo para fora
Da sua vida

Aí, é fechar a porta
Um último olhar nos cômodos vazios
E porta trancada

Mas divertido mesmo
É chegar lá do outro lado!

Janelas abertas
Sem cortinas

Tudo seu em caixas
Organizadas
Numeradas
Etiquetadas

E, ainda assim,
Abri-las
Como quem abre presentes

Redescobrir-se!


Outubro de 2010

Um comentário:

André disse...

Flávia, teu belo texto me lembrou um certo saco de bugigangas que escrevi, lembra? vc mesma o comentou. É verdade, existe um redescobrir no descobrir de coisas de um outro passado, de uma outra página de vida. Em nós e na maneira de vermos as coisas dali para diante. Belo texto, muito inspirado mesmo. Meus aplausos, querida amiga. Beijos, meu carinho.