Arquivo do blog

sexta-feira, 29 de outubro de 2010



Ato

Eu sabia que faria.
Me disse que faria.

Mas saber feito,
saber fato,
saber ato...
...

E eu não vou mentir pra você.
No dia em que os anjos seguraram aquela mensagem...
Bem, eles seguraram a mensagem.
Mas só a mensagem.

A vontade,
o toque,
o gemido,
o gosto,
o gozo?

Seguraram, não.


 (Flávia Côrtes - Outubro de 2010)
www.poetaflaviacortes.com.br
Textos devidamente registrados na Biblioteca Nacional e protegidos quanto aos seus direitos autorais.
======================================================
Poesia Falada: Confira tudo sobre o CD no link Verso em Voz
Maiores informações: contato@poetaflaviacortes.com.br
======================================================

Um comentário:

André disse...

Betty, oh desculpe, Flávia,
a sua visita me encheu de felicidade, realmente. Saudades voaram em torno de mim como folhas de outono num rodopio de vento. Esse texto tem a sua assinatura. É da melhor prosa poética flaviana e que sempre cria um desenlace inesperado e inteligente em termos de imagem. Seu coloquial poético que aprendi a admirar brilha aqui de tosas as suas luzes. Encantei-me. Como sempre. Um beijo, com todo carinho.