Arquivo do blog

quinta-feira, 26 de maio de 2011



Cosmopolita

Como toda mulher,
trago em mim
todas as mulheres
do mundo.

Ora te olho
com olhos de gueixa
e acato.

Ora te rio
e desarmo.

De nova-iorquina desencanada
a heroína mexicana
em minutos.

Prática,
exagerada.

Mulher.


(Flávia Côrtes - Maio de 2011)
www.poetaflaviacortes.com.br


Textos devidamente registrados na Biblioteca Nacional e protegidos quanto aos seus direitos autorais.



======================================================
Poesia Falada: Confira tudo sobre o CD no link Verso em Voz
Maiores informações: contato@poetaflaviacortes.com.br
======================================================

Um comentário:

André Bessa disse...

Ué, Flavita?!... e a brasileira nesse universo todo, onde é que fica? ;-)

Só vc mesma para conciliar uma mulher prática com uma exagerada. Mas eu acredito que sim!!!

Beijo, saudades,

André