Arquivo do blog

quinta-feira, 17 de março de 2011


Peço-te

Descobri
Que não posso mais
Ter você em volta
Todo dia

Amo-te
E por isso peço-te


Peço-te
Com a certeza dos que amam
E se sabem amados


E ao te pedir
Já me dói tua ausência
Já anseio a tua
Chegada

Preciso que se vá
Para que possas chegar
De novo

Preciso que se vá
para que eu possa
te encontrar
De novo

Preciso que se vá
para que eu possa
me encontrar
De novo

Amo-te
E por isso peço-te


Volta prá mim

Março de 2011

Um comentário:

André disse...

Vc continua a mesma, Flavita, jogando com as palavras e com os amores como um iôiô! ou seria como um bumerangue, poetisa?....

Lindo, Flávia, um bom fim de semana prá vc, beijos, saudades.

André