Arquivo do blog

domingo, 13 de fevereiro de 2011



Crescimento

E o bebê deu altura de porta.

Pontinha dos pés,
mãozinha esticada,
mas altura de porta!

Não tem mais maçaneta
que segure!


(Flávia Côrtes - Fevereiro de 2011)
www.poetaflaviacortes.com.br


Textos devidamente registrados na Biblioteca Nacional e protegidos quanto aos seus direitos autorais.

======================================================
Poesia Falada: Confira tudo sobre o CD no link Verso em Voz
Maiores informações: contato@poetaflaviacortes.com.br
======================================================


Um comentário:

André disse...

Cheguei até a ouvir uma musiquinha de caixinha de música agora.... *rs

Belo texto e cheio de sentidos, sem dúvida.

Beijo.