Arquivo do blog

domingo, 20 de fevereiro de 2011


Linda e Lenta Manhã

O domingo trouxe
uma manhã clara
e quase fresca
de verão

Dessas manhãs tão lindas
e lentas
que simplesmente
não se vão

Sabe essas manhãs
que não correm
escorrem?

Dessas que se deixam
dentro do dia
inteiro?

Pois é.
Já vai prá mais de cinco
horas
e eu estou aqui
numa manhã linda e lenta
de domingo
conversando de tudos e de nadas
lagarteando varandas

Vai ser um por do sol lindo
o desta manhã!

Fevereiro de 2011

Um comentário:

André disse...

Uns louvam uma "manhã vadia", outras louvam uma manhã que se deixa dentro do dia.

Rosa das minhas manhãs...
A manhã das idéias...

Inegavelmente, as manhãs dormem na noite, mas se acordam dentro de nós.

Luminoso teu poema, Flavinha. Assim como tu. Bravo!

Um beijão, meu carinho de sempre.
André