Arquivo do blog

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Sonolência

O dia me sussurra encanto
Me mostra desenhos de luz e sombra
em teto branco

Rubem Braga me conta causos
de Cajueiros e Amadas
Pernas entrelaçam travesseiros
E as horas
Me pesam pálpebras

Devaneio pela Palavra - Janeiro 2011

Um comentário:

André disse...

Você, Flávia, em um de seus melhores momentos literários. Parece que poetas bissextos quando voltam é sempre melhores, é inacreditável...

Beijos,
André